Você só pensa em trabalho nos últimos tempos, mesmo de forma inconsciente? Além dos prejuízos mentais e físicos, o vício em trabalho pode lhe distanciar de outra coisa: o controle financeiro e o sucesso na carreira. Afinal, você acha que está produzindo muito, mas as consequências da falta de cuidado próprio podem ser graves! Neste artigo, você entenderá melhor como cuidar dessa parte da sua vida. Boa leitura!

Ter vício em trabalho não é sinônimo de sucesso!

Empresário com vício em trabalho

Geralmente, quem muito trabalha, pensa que está acrescentando um grande patamar à carreira. Além da contribuição para empresa. De fato, talvez você produza muito, mas isso não será contínuo. Isso porque pesquisas científicas mostram que o vício em trabalho, ou seja, aquela pessoa que acumula tarefas e não para até realizá-las (além do horário), prejudica a saúde. Tanto mental e física, quanto financeira. Isso mesmo! Com o tempo, você pode se tornar nada produtivo e satisfeito, logo, não atingindo o resultado do final do mês.

Você pode, sim, se dedicar imensamente ao trabalho. Entretanto, essa dedicação não pode entrar no lugar do seu descanso, alimentação, lazer e outros cuidados essenciais para o corpo e mente. Para demonstrar como o vício em trabalho pode ser a pedra no sapato até daqueles que querem enriquecer, este artigo foi feito. Continue a leitura e veja se você se enquadra! Caso positivo, é hora de reivindicar sua carga horária e fazer valê-la. Se você é o empresário, amplie o sistema de gerenciamento e tome seu tempo.

Como descobrir?

São indícios de um workaholic, ou seja, aquele que tem vício em trabalho:

  • deixa lazer, família e hobbies de lado para cumprir tarefas do trabalho;
  • não cumpre o planejamento pessoal de tempo trabalhado (extrapolando-o);
  • sempre escuta recomendações de que deveria trabalhar menos;
  • acúmulo de estresse que dificulta a própria execução do trabalho;
  • impulsos compulsivos para trabalhar cada vez mais;
  • o pensamento sempre está no trabalho;
  • sentimento de culpa por tirar tempos de descanso.

Prejuízos

  • Desamparo, depressão, ansiedade e estresse;
  • distanciamento da família e amigos;
  • capacidade de se comunicar começa a ficar prejudicada;
  • queda da produtividade;
  • doenças cardíacas;
  • glicose e pressão altas;
  • sedentarismo.

Resolvendo a situação!

Profissional resolvendo seu vício em trabalho

Primeiramente, converse na sua empresa e procure fazer um acordo para administrar melhor sua carga horária. Caso seja empresário, delegue funções e não acumule tudo nas suas costas. Depois, com ajuda de um profissional psicólogo ou de forma autônoma, busque maneiras de incluir mais tempos ociosos em sua rotina. Não deixe de viver momentos ao lado da família e amigos porque vendeu folgas ou passou finais de semana com o pensamento no trabalho.

Se o motivo de vício em trabalho é não descontrolar as finanças, conte com um consultor de finanças pessoais. A Bremenkamp Consultoria Financeira tem o que você precisa. Entre já em contato!

Visite nosso blog e leia outros artigos, como:

 



× Fale comigo!