Manter as contas em dia pode não ser uma tarefa fácil quando se tem tantas coisas com o que se preocupar, como gastos com moradia, alimentação e educação, além das necessidades de lazer e gastos emergenciais. Mas, se não houver um controle financeiro pessoal feito com cuidado e que leve em conta todos esses fatores, em pouco tempo você pode acabar perdido em dívidas e vendo todas as suas receitas indo embora sem que você perceba.

Para que esses imprevistos não façam parte da sua vida, a Bremenkamp Consultoria Financeira vai te ajudar. Preparamos esse artigo, com sete dicas de ouro para que você faça o seu controle financeiro pessoal e nunca mais tenha que viver sempre no vermelho. Confira!

7 dicas para melhorar o controle financeiro pessoal

1- Faça o acompanhamento mensal de receitas e despesas

O primeiro passo para se ter um maior controle financeiro pessoal é saber exatamente quanto dinheiro entra e quanto dinheiro sai, mensalmente. Dessa forma, é possível prever gastos extras, não ser pego de surpresa na hora de pagar as contas e ainda conseguir economizar.

Existem diversos aplicativos que podem te ajudar no controle de despesas e receitas mas, o mais importante, é que você mantenha o controle de suas compras, para que a despesa nunca seja maior que a receita. O ideal é criar uma planilha básica, em que você possa acrescentar todas as fontes de renda e reduzir do valor das contas. Assim, você saberá quanto sobra para ser guardado e quanto pode ser utilizado com despesas supérfluas.

2- Compare preços

Comparar os preços em estabelecimentos diferentes não é nenhuma vergonha. É uma maneira de fazer com que o seu dinheiro renda e valorizar o esforço que você tem para consegui-lo. É possível fazer muita economia buscando por promoções no mercado, por exemplo, bem como evitando realizar compras de itens cujo preço sofre variações sazonais.

É o caso dos ventiladores e ar-condicionados, por exemplo, que sofrem um ajuste significativo de preço em épocas de verão. Assim, o inverno é a melhor época para você adquirir esses itens.

Nas despesas com alimentação, busque por alimentos da época. Frutas e legumes, por  exemplo, costumam estar bem mais baratos quando estão na sua época. Por mais que essas pequenas economias diárias possam parecer insignificantes, eles farão uma grande diferença no fim do mês.

3- Estabeleça metas

Manter a mente focada nos objetivos a curto, médio e longo prazo, é uma maneira excelente de ter um incentivo para adquirir um maior controle financeiro pessoal.

Comece com metas pequenas, como uma pequena viagem, ou a compra de um móvel. Assim, sua mente e seus hábitos vão se adaptando, de modo que você sempre terá uma reserva para a realização de planos futuros. Em menos tempo do que imagina, você poderá estar economizando para a viagem dos sonhos ou a compra da casa nova. Lembre-se de que o fator psicológico é decisivo para guiar o controle sobre as suas finanças e, por isso, manter o foco é fundamental.

4- Mantenha um estilo de vida simples

Isso não quer dizer que você não pode comprar uma roupa que te agrade, ou deixar completamente de lado os passeios com a família. Acontece que um estilo de vida extravagante e de ostentação não combina com um bom controle financeiro pessoal. É preciso dosar a quantidade de dinheiro gasto com coisas supérfluas, para que as coisas não acabem saindo do controle e fazendo com que você acabe enrolado. Afinal, ostentar um pouco pode ser bom, mas melhor ainda é não perder noites de sono devido às dívidas acumuladas, não é mesmo? Manter um estilo de vida frugal pode te ajudar a manter a sua vida financeira em dia e evitar dores de cabeça futuras.

5- Tenha uma reserva para emergências

Imprevistos têm esse nome justamente porque não sabemos quando eles podem acontecer. Sendo assim, é muito melhor prevenir do que remediar. O ideal é ter o chamado colchão financeiro, para que você possa contar com esse dinheiro sempre que precisar.

Uma solução é investir em fundos de renda fixa, que não necessitam de um prazo para que o dinheiro seja resgatado, além de gerar ganho maiores que a inflação. Em nosso blog, você encontra um artigo para te ajudar a montar a sua carteira de investimento. Mas lembre-se: esse dinheiro só deve ser usado em casos emergenciais! Do contrário, deixe que ele continue guardado, até que haja a necessidade de resgatá-lo.

6- Aprenda a usar o cartão de crédito

use os cartões de crédito para manter o controle financeiro pessoal

O cartão de crédito pode ser o melhor amigo e o pior inimigo de quem deseja manter o controle financeiro pessoal. Isso acontece porque, para que ele seja realmente eficiente, é preciso saber usá-lo. É preciso que você faça os cálculos corretos, de modo que as parcelas das compras realizadas no cartão de crédito não comprometam uma parte da renda maior do que você pode arcar.Você pode ver os erros a serem evitados com o uso do cartão de crédito em nosso blog.

7- Busque por ajuda especializada

Na maioria das vezes, contar com uma visão de alguém de fora da situação e que seja especializado em dar orientações sobre o controle financeiro pessoal pode ser a saída para colocar as contas em dia e viver em paz com a vida financeira. Um consultor financeiro pessoal é o profissional ideal para te ajudar, dando orientações e mostrando caminhos para fazer com que o seu dinheiro seja bem investido e renda mais.

Se você deseja uma consultoria financeira que te ajude a administrar as suas finanças de maneira consciente, conte com a ajuda da Bremenkamp Consultoria Financeira! Juntos, podemos desenvolver um programa especialmente personalizado de acordo com o seu objetivo de vida. Entre em contato conosco e agende uma conversa!

 

Links úteis:
consultor financeiro
consultoria financeira pessoal