O Tesouro Direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional em parceria com a BM&FBOVESPA (Bolsa de Valores) que consiste na venda de títulos públicos federais para pessoas físicas pela internet. O cidadão empresta dinheiro para o Governo Federal para que, no futuro, receba uma remuneração com juros por este empréstimo.

Antigamente, apenas fundos de renda fixa eram comercializados mediante altas taxas de administração. Hoje, o Tesouro Direto contribui para democratizar o acesso dos cidadãos à boa rentabilidade. Neste artigo, Raphael Bremenkamp te ensina o passo a passo de como investir nos títulos públicos para administrar o seu dinheiro de modo mais rentável.

Aprenda a comprar um título público no Tesouro Direto

Abra uma conta em uma corretora de valores

O primeiro passo para investir no Tesouro Direto é abrir uma conta corrente em uma instituição financeira que será sua agente de custódia, ou seja, ela vai intermediar a transação dos seus recursos financeiros e dos títulos. Os bancos e corretoras de valores cobram taxa de administração para operar a conta e o cadastro é feito rapidamente pela internet. O site do Tesouro disponibiliza todas as instituições habilitadas a aplicar no programa e o valor das taxas cobradas por elas.

Faça um planejamento

É necessário planejar o investimento e saber o objetivo pelo qual você deseja aplicar o seu dinheiro no Tesouro Direto. Você quer acumular verba para a sua aposentadoria? Para uma viagem daqui a 3 anos? Para comprar um carro? É importante que essas questões sejam consideradas, e contar com um consultor financeiro nesse momento é de grande auxílio para direcionar seus investimentos de acordo com suas necessidades.

Escolha o título certo para você

Comprar títulos públicos não é uma tarefa complicada, porém deve-se escolher com cautela o título certo para o seu caso. Após fazer um planejamento e definir o objetivo para o seu investimento, é imprescindível conhecer os grupos que dividem os títulos do Tesouro.

Tesouro IPCA – o dinheiro rende de acordo com a variação da taxa de inflação mais uma taxa prefixada. Por exemplo: de acordo com a tabela de 11 de julho de 2018, se você aplicar em Tesouro IPCA com vencimento em 2024, ele vai te garantir rentabilidade de 5,47% + a inflação no período. Esse título é indicado para quem deseja rentabilidade a longo prazo e garantia do poder de compra.

Tesouro Prefixado – informa exatamente a quantia que o cidadão irá receber no momento do vencimento. Indicado para quem deseja uma rentabilidade garantida e possui planos de médio e longo prazo (acima de 3 anos).

Tesouro Selic – o dinheiro rende de acordo com a movimentação diária da Selic, que é a taxa básica de juros do Governo. Indicado para quem deseja uma rentabilidade maior que a poupança e para reserva de emergência.

Juros Semestrais – Alguns títulos possuem a observação (+ juros semestrais) ao lado do seu nome. Essa modalidade é interessante para quem deseja resgatar a quantia antes do vencimento. O cidadão recebe os juros semestralmente e o valor aplicado corrigido pela inflação na data de vencimento.

Atenção: os prazos dos títulos que possuem data de vencimento devem ser respeitados, ou seja, o cidadão não deve resgatar a quantia antes do período previsto. Mantendo o investimento desse modo, a rentabilidade e os ganhos com o Tesouro estão garantidos. Caso contrário, há grandes chances de perder dinheiro em situações de Tesouro IPCA e Tesouro Prefixado. Se o cidadão precisar resgatar o valor antes da época estipulada, é mais seguro aplicar em Tesouro Selic.

Entenda a tabela

tabela de tesouro diretoA tabela dos valores dos títulos públicos do Tesouro Direto fica no site citado anteriormente e é de suma importância que você entenda como funcionam as informações dessa tabela.

À esquerda, na primeira coluna, fica localizado o nome do título. Na segunda coluna visualiza-se a data de vencimento desse título, ou seja, até quando o valor tem que permanecer aplicado no Tesouro para o cidadão poder receber a rentabilidade estipulada. Na terceira coluna vem a taxa de rendimento predefinida.

A quarta coluna mostra o valor mínimo pelo qual o título pode ser comprado. Por exemplo: o Tesouro IPCA com vencimento 2024 pode ser adquirido por R$ 45,16 (mínimo de 1% da cota). Na quinta coluna, vem o valor unitário da cota cheia.

Como calcular o quanto irei receber?

Para calcular a quantia total que você irá receber no final da aplicação, é fundamental contar com os serviços de um coaching financeiro de confiança. Raphael Bremenkamp é o profissional ideal para realizar a sua consultoria financeira pessoal e te ajudar a conquistar a tão sonhada independência. Entre em contato e marque a primeira reunião inteiramente gratuita!