Os títulos públicos estão em alta no tocante a investimentos de qualidade. Hoje, tendem a ser apresentados como uma vertente mais segura, qualificada e de maior rentabilidade. Por isso, antes de investir em um deles é preciso conhecer a fundo as diferenças entre cada modalidade. A Bremenkamp Consultoria Financeira separou, neste artigo, as diferenças entre Tesouro Direto e Tesouro Selic. Com a nossa orientação você poderá escolher o investimento ideal. Boa leitura!

Tesouro direto ou tesouro selic: qual é o investimento ideal?

Como já foi dito anteriormente aqui no blog, não há uma real definição para investimento ideal. Mas mantenha a calma, dizer isso não anula a importância deste tema. Na verdade, quando fazemos esta afirmação estamos demonstrando que o ideal será voltado para o mais pertinente ao objetivo. Logo, não há a existência de um único investimento que possa corresponder a um propósito.

Devido a isso, as aplicações não devem ser realizadas por impulso e sim com base em raciocínio lógico. O investidor precisa estar consciente dos riscos aos quais está apto a se submeter com a intenção de aproximar-se do melhor investimento que atende ao perfil dele.

Tendo em vista estas colocações, separamos na sequência os aspectos que diferenciam Tesouro Direto e Tesouro Selic. Acreditamos que ao entender a fundo as informações deixadas aqui, você poderá escolher qual atende à sua necessidade. Veja!

Mãos na calculadora procurando o investimento ideal

Tesouro Direto

O Tesouro Direto trata-se do programa formado pela Secretaria do Tesouro Nacional do Brasil. Está situado como plataforma online na responsabilidade da BM&FBOVESPA.

Nessa medida, o Tesouro Direto não é uma modalidade de investimento. Consiste apenas no nome dado ao sistema disponibilizado para pessoas físicas acessarem e investirem em título públicos diretamente. Por isso, o nome Tesouro Direto.

Ainda assim, apresenta características marcantes. Elas são: segurança elevada, boa rentabilidade e liquidez positiva.

Detém os seguintes produtos financeiros:

  • Tesouro Selic;
  • Tesouro Prefixado;
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais;
  • Tesouro IPCA;
  • Tesouro IPCA com Juros Semestrais.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic está previsto dentro da modalidade de renda fixa. Sendo considerado, então, uma modalidade de investimento em oposição ao anterior. É indicado para quem busca retorno de curto ou médio prazo e, até mesmo, montar uma reserva de emergência.

Tem característica pós-fixada. Isso é, rende de acordo com um índice específico, neste caso, a taxa Selic. Sendo assim, o valor do título no vencimento tende a sofrer variação em função da porcentagem definida pelo Banco Central.

De tal forma, quem entende o Tesouro Selic como investimento ideal deve compreender que quanto maior estiver a taxa, maior será a rentabilidade dela.

Entretanto, o que temos visto nos últimos anos é a manutenção desta em baixa. Em agosto de 2020, por exemplo, o Copom, Comitê de Política Monetária, reduziu a taxa Selic de 2,25% para 2%.

Escolha quem pode te ajudar a fazer o investimento ideal!

Consultor financeiro e cliente procuram o investimento ideal

Gostou de conhecer mais a respeito das diferenças entre Tesouro Direto e Tesouro Selic? A Bremenkamp Consultoria Financeira pode te conceder completa assistência para a escolha do investimento ideal. Entre em contato conosco para esclarecer dúvidas e dar o primeiro passo rumo ao sucesso financeiro.

Aproveite para ler mais sobre assuntos relacionados a este tema em nosso blog. Encontre:

 

 



× Fale comigo!