Cartões de crédito, na maior parte das vezes, parecem nossos melhores aliados. Eles permitem que realizemos compras hoje para pagar apenas no mês seguinte. De fato, este parece um ótimo instrumento para deixar suas despesas para serem pagas depois que receber o salário. Porém, sabemos que nem sempre ele é usado com essa intenção.

Essa facilidade do cartão de crédito, em muitos casos, se transforma em uma enorme dívida. Isso acontece puramente por falta de planejamento financeiro. Dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) afirmam que 47% dos brasileiros não sabem o valor exato de quanto gasta em cartões de crédito; 55% não tem sequer ideia sobre os juros cobrados.

Os cartões de crédito dão uma falsa ilusão de que podemos gastar mesmo sem podermos pagar no mesmo dia, o que causa muitos endividamentos. A maior parte desses erros é causada por falta de informações sobre o assunto. Para evitá-los, veja a seguir algumas das principais falhas cometidas por quem “se enrola” com o cartão de crédito:

Principais erros com cartões de crédito

Ter muitos cartões de crédito

Controlar as dívidas já é uma tarefa difícil. Quando tratamos de vários cartões de crédito, se torna mais difícil ainda. Quanto maior a quantidade de cartões, maior é a probabilidade de perder o controle sobre os gastos. Por isso, concentrar os gastos em apenas um é a melhor opção.

Não saber sobre as taxas

Esse tipo de cartão de crédito cobra diversas taxas e que muitas vezes não são completamente esclarecidas ao cliente. Juros, multas, anuidades: são muitas delas e com valores variados. Ter conhecimento sobre todas elas evita que você seja cobrado indevidamente. Esteja sempre atento sobre isso.

Pagar apenas a parcela mínima da fatura

Muitas vezes não podemos pagar a fatura integral e optamos pelo pagamento apenas da parcela mínima (15% da fatura). Contudo, isso gera juros muito altos. Em maio deste ano, por exemplo, a taxa do chamado “juro de cartão de crédito” foi cerca de 15,12% ao mês. Quando essa opção for inevitável, o melhor a fazer é negociar os juros com o banco em busca de um valor mais baixo.

Diante desses empecilhos, contar com a ajuda de uma consultoria financeira disponibilizada por um consultor financeiro é de grande importância para quem se encontra endividado. Uma consultoria financeira pessoal pode ser o empurrãozinho que você precisava.

Falta de planejamento financeiro

Essa é a principal falha de quem costuma fazer compras a crédito. Não ter um planejamento financeiro bem demarcado implica em grandes gastos “inesperados”, gerando cada vez mais dívidas. Para realizar um planejamento financeiro correto e evitar despesas desnecessárias, entre em contato com a Bremenkamp consultoria financeira. Nossa consultoria financeira pessoal irá te ajudar a determinar a melhor estratégia para o seu caso e te auxiliaremos a traçar o melhor uso do seu cartão de crédito.



× Fale comigo!