Realizar uma festa de casamento pode custar caro. Os diversos serviços necessários para fazer uma boa cerimônia nem sempre possuem preços acessíveis para todos. Por isso, economizar para casar é essencial para não prejudicar muito o orçamento e acumular dívidas. Durante essa fase, o planejamento é fundamental para ser bem sucedido.

Porém, nem sempre os noivos sabem a maneira certa de começar a juntar dinheiro ou como baratear custos. Por isso, o consultor financeiro Raphael Bremenkamp elaborou este artigo para te ajudar. Aqui, você encontra as melhores dicas para realizar a comemoração dos sonhos sem comprometer o seu orçamento. Confira!

Por que você deve economizar para casar?

motivos para economizar para casarUm erro comum que os noivos cometem é começar a fechar negócio com fornecedores, antes de poupar. Essa ação, proveniente da ansiedade, é danosa porque ocasiona o parcelamento de contas até a data do casório. O risco das parcelas é a probabilidade do casal não conseguir honrar com o compromisso, já que essas contas podem durar anos.

Além disso, não há garantias de que os fornecedores dos serviços não irão à falência até a data do casamento. Infelizmente, essa é uma consequência comum e que pode prejudicar gravemente o orçamento dos cônjuges. Em muitos casos, a quantia gasta demora muito para ser estornada.

Outra desvantagem do parcelamento é a chance de gastar mais do que o necessário e acabar com o controle das finanças. Como a falta do dinheiro não é sentida em um primeiro momento, é comum que os noivos façam acordos de serviços caros, movidos pela emoção. Todos esses fatores, em conjunto, contribuem para deixar as pessoas endividados antes mesmo da festa.

Quais os itens fundamentais no momento de economizar para casar?

requisitos para economizar para casarPlanejamento

economizar para casar: planejamentosO planejamento é imprescindível para quem deseja economizar, independentemente do destino que essa quantia terá. Portanto, o casal deve pensar em todos os preparativos e características desejadas para a festa de casamento. É importante considerar quais serviços serão importantes e quais poderão ser dispensados. Excluir os supérfluos pode ser uma ótima maneira de começar a guardar dinheiro.

Nesse momento, o orçamento deverá ser definido. É fundamental que os noivos tracem metas de contenção de gastos. Além disso, o valor que será gasto com cada tipo de serviço também precisa ser especificado. Uma dica para fazer essa tarefa com precisão é consultando e pedindo indicações de profissionais que realizam o trabalho desejado. Assim, será mais fácil ter uma noção real dos preços do mercado e saber quanto será necessário para realizar a festa.

O planejamento também deve incluir os planos e gastos previstos para depois do casamento. Por exemplo, lua de mel ou investimento em um imóvel. Dessa maneira, as chances da conta bancária do casal estar vazia após a festa são muito menores. Esse cuidado faz a diferença no momento de economizar para casar e organizar um orçamento doméstico com qualidade.

Lembre-se de registrar todas essas informações em um local confiável e de fácil acesso. Atualize o documento sempre que necessário e utilize-o como consulta no momento de tomar decisões. Atualmente, é possível encontrar aplicativos e planilhas prontas na internet que podem ajudar o controle financeiro no casamento.

Criação de um fundo de emergência

O recomendado é que os noivos, de forma individual, criem uma conta com o dinheiro necessário para contratempos. Geralmente, o fundo de emergência será a soma de seis meses do custo de vida do indivíduo. Por exemplo, se o seu valor mensal de gastos essenciais é de R$ 3.000, o total da reserva deve ser R$ 18.000.

Essa precaução deve ser feita antes de iniciar o investimento nos serviços do casório. Dessa maneira, os cônjuges terão mais liberdade financeira e tranquilidade caso algo dê errado. É fundamental frisar que, como o nome já aponta, esse dinheiro só pode ser gasto em casos de necessidades. Consumos por impulso devem ser evitados.

Muita negociação

Nesse momento, não tenha medo de negociar e pedir desconto aos fornecedores. Com pagamentos à vista, a flexibilização se torna mais fácil. Além disso, a soma dos descontos pode gerar uma economia muito alta de dinheiro.

É importante que as conversas sejam sempre feitas pessoalmente e que os acordos possam beneficiar ambas as partes. Procure sempre formalizar os itens combinados por meio de um contrato. Essa é uma medida muito importante de segurança. Com ela, o casal dificilmente sofrerá fraudes e outros prejuízos.

Se você gostou das dicas sobre como economizar para casar e deseja instruções ainda mais específicas para o seu caso, conte com a Bremenkamp Consultoria Financeira. O consultor Raphael Bremenkamp irá ajudar a garantir o equilíbrio do seu orçamento, para que investimentos e quitações de dívidas possam ser feitas sem complicações. Entre em contato e mude o rumo da sua vida financeira!