Segundo dados do jornal Estado de Minas, cresceu o uso do cartão de débito ou crédito entre os brasileiros. A razão para esses índices é a conveniência que o utensílio oferece no momento de fazer transações. Além disso, diante das taxas de criminalidade do país, o cartão é uma alternativa mais segura do que o dinheiro em espécie.

Entretanto, ainda é comum que a utilização frequente dos cartões atrapalhe o orçamento das pessoas. Muitas vezes, o pouco conhecimento sobre as maneiras corretas de usar o instrumento acaba prejudicando o usuário. Para acabar com esse problema, o consultor financeiro Raphael Bremenkamp reuniu dicas para você entender a hora certa de usar o débito ou crédito. Confira!

Quais são as diferenças entre os cartões de débito ou crédito?

Cartão de débito

O cartão de débito é uma forma eletrônica de pagamentos. Ele realiza o desconto instantâneo do valor da compra na conta do consumidor. Ele pode ser utilizado por qualquer pessoa que possui uma poupança ou conta corrente no banco.

Entre as principais vantagens do débito, está a falta de tarifas para obtê-lo. Ele também permite o acompanhamento constante do saldo da conta, por meio de aplicativos ou caixas eletrônicos. O motivo para o cartão de débito ser uma boa opção para inúmeras pessoas, é o pagamento automático da transação. Portanto, nenhuma dívida fica pendente com ele.

Cartão de crédito

No caso do crédito, as contas podem ser adiadas. Todas as transações realizadas são somadas e depois cobradas em uma fatura mensal. Ao pedir por esse cartão no banco, é possível escolher o melhor dia para efetuar o pagamento. Esse fator permite uma maior organização no momento de sanar as dívidas.

Entre as vantagens do crédito, está a possibilidade de parcelar compras. Ou seja, o valor total de determinado produto é dividido em pagamentos menores, efetuados por meses. Esse aspecto do crédito pode permitir um maior controle do orçamento. Porém, a frequência do parcelamento também pode causar erros fatais durante o uso dos cartões de crédito.

Em quais situações utilizar cartões de débito ou crédito?

uso do débito ou créditoA dúvida entre pagar à vista no débito ou parcelar no crédito é recorrente entre os consumidores. Afinal, os dois métodos de compra apresentam vantagens interessantes no momento da transação.

Essa decisão deve ser pautada pelo tipo de compra e situação financeira do indivíduo. Caso contrário, provavelmente ocorrerá o acúmulo de dívidas. Para fazer a escolha de forma mais criteriosa, confira abaixo as diferentes situações em que o uso do débito ou crédito se faz necessário.

Viagens internacionais

Para quem irá usar cartões de débito ou crédito em viagens internacionais, é cobrada uma taxa chamada IOF. Esse imposto é de 6,38% sobre o valor total da compra. Por conta dele, muitos viajantes têm dúvidas entre qual meio de pagamento utilizar. Em alguns casos, as pessoas escolhem usar apenas dinheiro em espécie, correndo riscos de roubos.

Por isso, é válido considerar que o valor da taxa acaba sendo igual para os dois tipos de cartões. Levando em conta esse aspecto, é recomendado o uso de um cartão de crédito. Com ele, você poderá conseguir maiores descontos em lojas e restaurantes.

Além disso, ao contrário do débito, você terá muito mais praticidade durante o dia a dia. Por exemplo, não é possível realizar o aluguel de um carro no exterior sem o crédito. No caso do check-in em hotéis, é mais fácil realizá-lo com o crédito.

Compras grandes

Se você precisa adquirir novos eletrodomésticos, passagens aéreas ou até mesmo fazer compras de supermercado, o crédito é vantajoso. Com esse cartão, é possível fazer parcelamentos e fazer transações em valores mais elevados, que afetariam o orçamento se cobrados à vista.

Porém, antes de fazer a compra é imprescindível planejar. Certifique-se de que o dia de cobrança da fatura está de acordo com as suas possibilidades financeiras. Também é importante levar em consideração que a conta deverá ser paga eventualmente. Portanto, cortar gastos desnecessários pode ser útil para conseguir pagar a fatura em dia e não acumular débitos e juros.

Compras do dia a dia

Nesse caso, evite o cartão de crédito. O débito permite um maior controle sobre os gastos realizados, por causa da possibilidade de visualizar extratos. Além disso, você provavelmente não comprará itens desnecessários, já que só poderá utilizar o saldo disponível na conta. Tomar essa precaução é ainda mais importante para quem deseja guardar dinheiro para investir.

Qual cartão escolher?

Considerando essas informações, podemos concluir que o cartão de crédito pode ser muito útil para transações mais caras e viagens. Com o dinheiro economizado por meio da realização de parcelas, é possível fazer inúmeros investimentos e ganhar ainda mais. Porém, o débito jamais deve ser deixado de lado, principalmente durante as compras do dia a dia.

O ideal é que você utilize apenas dois cartões, para não acumular faturas ou ter confusões durante o controle do orçamento. Caso faça uso do crédito, procure pagar sempre o valor integral cobrado, para fugir de juros. Lembre-se de que, em alguns casos, a responsabilidade no momento de quitar e negociar dívidas no cartão de crédito pode te livrar de anuidades.

Busque também customizar as dicas apontadas neste artigo com os seus gastos e necessidades pessoais. Assim, as chances do seu nome ficar sujo são quase nulas.

Gostou das dicas sobre cartão de débito ou crédito? Com a Bremenkamp Consultoria Financeira, você entrará em contato com outras instruções essenciais sobre dinheiro. Confiar neste serviço garante mais equilíbrio de orçamento, elaboração de planejamento de despesas pessoais com qualidade e conselhos sobre investimentos. Não espere mais para alcançar a sua liberdade financeira. Entre em contato e agende sua primeira reunião!