Atualmente, muitos brasileiros no exterior preferem aplicar no Brasil para manter seus investimentos rentáveis na sua terra natal. Entretanto, as possibilidades de investimento variam de acordo com a situação do brasileiro no país estrangeiro: residente ou não residente. Esta última é reconhecida quando o indivíduo entrega uma Declaração de Saída Definitiva ou quando permanece no exterior por um período superior a 12 meses consecutivos. Neste artigo, Raphael Bremenkamp sana algumas dúvidas em relação ao processo de investir no Brasil mesmo sendo um Investidor Não Residente. Confira!

Brasileiros no exterior: residentes ou não residentes

A pessoa física que deixa de residir no Brasil deve transmitir a Declaração de Saída Definitiva do País à Receita Federal e comunicar formalmente sua condição de não residente a todas as instituições financeiras e fontes pagadoras do País. O Imposto de Renda não será mais declarado no Brasil, portanto, a pessoa se torna um Investidor Não Residente.

Os brasileiros no exterior em condição de não residentes possuem tratamento similar ao do estrangeiro no Brasil, ou seja, não podem mais abrir uma conta bancária “comum”. Eles precisam de uma CDE (Conta de Domiciliado no Exterior) para manter reais no Brasil, além de justificar todas as movimentações detectadas acima de 10 mil reais mediante a um contrato de câmbio. Não entregam a Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) anual e sofrem tributações diferenciadas quanto ao Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Brasileiros que moram no exterior e mantêm a condição de residentes podem investir normalmente, igual aos que residem no Brasil. Eles podem manter conta em bancos, corretoras e gestoras de investimento e acompanhá-las pela internet em qualquer país.

Como os brasileiros não residentes podem investir?

Algumas opções para que brasileiros no exterior em condição de não residentes possam investir no Brasil:

– aplicando no Brasil por meio de corretoras de outros países;
– adquirindo cotas de fundos de ETF de ações ou títulos de renda fixa, pois possuem baixa taxa de administração e têm baixo custo de investimento;
– adquirindo fundos de dívida pública (Bonds) que invistam em títulos brasileiros;
– adquirindo ADR (American Depositary Receipts) para comprar ações de companhias brasileiras nos Estados Unidos;
– abrindo a CDE (Conta de Domiciliado no Exterior) em bancos brasileiros que aceitam Investidores Não Residentes e operem com câmbio;
– aplicando em uma corretora participante da Bovespa para adquirir ações e fundos imobiliários.

Benefícios

benefícios para brasileiros no exteriorO mercado nacional incentiva os brasileiros no exterior a investirem em aplicações financeiras no Brasil oferecendo alguns benefícios a eles, como a isenção do imposto de renda. Por exemplo: para ganho de capital na alienação de ações, o IR é isento; para títulos públicos federais, a alíquota é zero sobre o rendimento; para fundos de ações, a alíquota fica em 10%. A lista com todas as isenções concedidas aos Investidores Não Residentes pode ser encontrada no site da Anbima.

E investidores estrangeiros no Brasil?

brasileiros no exterior e investimentoA pessoa física pode ser investidor estrangeiro no Brasil, porém essa prática é bastante burocrática e implica grandes despesas. O investidor deve contratar uma empresa específica para que seja sua representante legal no Brasil e, geralmente, instituições com essa finalidade atendem a clientes acima de 1 milhão de reais.

Portanto, é uma escolha menos econômica, que demanda certa disponibilidade de recursos financeiros e depende do objetivo pessoal de cada um. É recomendável contatar um consultor de investimentos para verificar a possibilidade de optar por esse método.

Para auxiliar no controle das finanças de brasileiros no exterior, a Bremenkamp Consultoria Financeira é a empresa certa! Raphael Bremenkamp é um coaching financeiro que atua na área de consultoria financeira pessoal, assessorando pessoas físicas a lidar com seguros, dívidas, cartões de créditos e controle orçamentário. Entre em contato para marcar uma conversa com quem possui anos de experiência no mercado.



× Fale comigo!